Toque - A importância

É de conhecimento geral que gostamos de carinho e que também o damos as pessoas que gostamos, por quem temos afeto. Porém ele vai além do que o carinho em si, a importância está também no simples toque, ou memso, no cumprimento.

Se você cumprimenta uma pessoa e a mesma retribui o aperto de mão folgadamente, ou seja, com um aperto fraco e a mão mole, a impressão que terá é de que, no mínimo, ela não quer um relacionamento maior com você, é só pra dizer um lugar comum - nada além disso - pode ser por ser tímida ou ainda por não querer saber realmente da sua companhia.

Pois é, isto é tão importante que é analizado em entrevistas - não que eu pague madeirinha - mas os recrutadores se não são psicólogos são muito bem treinados por eles - é o que sempre dizia a meus alunos quando me referia a entrevista.


Ao cumprimentar alguém você diz o quanto gostou ou não da pessoa e também mostra o quanto quer envolvimento com ela - amizade, laços afetivos ou seja lá o que for - ou mesmo diz muito sobre sua personalidade. Por isso tome cuidado ao cumprimentar alguém, nunca cumprimente com a mão mole, além de demonstrar que não quer nem ver a cara da pessoa, mostra o quanto é tímido, retraído, complexado e reagente ao invés de alguém que faz as coisas acontecerem - o que numa entrevista ou diante de alguém que conhece essas informações, mostra algo que você não quer que saibam.

É fato que uma pessoa que não goste de você, ou é falsa não conseguirá apertar-lhe a mão com vontade, já que o desejo dela é não te ter por perto, só cumprimenta-lhe por lugar-comum. É claro que ainda temos o fato da pessoa ter problemas consigo mesma, afirmação de sua identidade (acanhamento), mas boa parte dos casos está relacionado a falsidade, por isso que digo para cumprimentar como gente, pois você pode passar outra imagem além da timidez.

Não sou entendido do assunto apenas teoricamente pelas muitas leituras ou pela observação, mas também por já ter sido muito tímido. Exatamente não apertava a mão das pessoas por ter medo de ter um contato maior com elas, o que de tanto reclamarem pude constatar o quanto realmente isso é incomodo, principalmente quando alguém cumprimenta-me assim.

As pessoas que pegam molemente a mão - sem afeto - são dissimuladas e mesmo que demonstrem enorme caloridade com a voz e elogios, tudo não passa de falsa afabilidade.

Essas mesmas quanto mais contato físico demonstram, mais falsas são, as verdadeiras não tentam demonstrar toda hora o quanto gostam de sua presença com eles, eles simplesmente permanecem ali porque estar com você os faz sentirem-se bem. A demostração em excesso é para disfarçar algo que você pode ter percebido em relação a sua falsidade, seria uma espécie de compensação para algo que façam ou possam fazer, mostram-se amigos demais para que então se consiga sua amizade de forma mais rápida. Tentar enganar seu corpo com o excesso de toque, já que sabem consciente, ou inconscientemente, da importância do mesmo nas relações pessoais.

Uma pessoa verdadeira nunca demostra tanto afeto assim em questão de tão puco tempo sem nem conhecer-te direito, até mesmo nossos pais que nos recebem sem bem conhecermo-nos, ao nascer, estão de braços abertos com todo amor pra dar, mas antes disso há todo um processo, uma forte ligação - nada acontece em instantes.

O fato de apenas tocar o ombro de um amigo demostra muito mais verdade do que todas as palavras que possam ser ditas, o contato é tão importante que as bebês ficam livres de várias doenças apenas pelo toque de suas mães sem os quais morreriam - isto é comprovado cientificamente - uma criança sem carinho torna-se-à amarga e com ressentimento.

As mulheres são conquistadas pelo toque e você diz se tem ou não personalidade forte (quando aperta demais a mão do próximo, cumprimenta com a mão por cima ou envolvendo-a com suas duas mãos), se é reagente (cumprimenta ou é cumprimentado), tímido ou falso (aperto frouxo), dissimulação (toque excessivo), é envolvente (é o primeiro a cumprimentar, não espera ser apresentado e o faz sorrindo, apertando com prazer a mão do próximo ou envolvendo-a com suas duas mãos).

O toque mostra mais do que você gostaria de dizer para as pessoas, procure se mantar afastado ou mesmo ter boa distância de pessoas que apertam frouxamente a mão - sem deixar de lado a simpatia ao falarem consigo - mas tome cuidado com elas porque no fim, não merecem que desperdice seu tempo - já que te darão motivos pra se arrependerem, caso o faça.

E a primeira impressão é a que fica e a que deve, pelo menos em 99,9% dos casos, ficar. Ainda que a pessoa mostre-se mais amigável depois, nunca se esqueça de como a conheceu e o primeiro conceito que dela foi feito, lembre-se que não há uma segunda chance de se causar uma boa primeira impressão.



Ósculos e amplexes,

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 Segredos da oração

Desconhecido ante a mim

A maldade em mim