Ser igual a Deus

"O Senhor sustém a todos os que estão a cair, e levanta a todos os que estão abatidos." [Salmo 145:14]

O cair é uma característica humana, pois nos guiamos por nossos olhos, aquilo que enxergamos, caso seja aprazível para nosso entendimento, será esse nosso desejo, ou seja, somos constantemente abrasados por nossas paixões, engodados pelos desejos que nos inflamam e consumado o pecado gera a morte. O cair é do homem, disso não há duvidas, entretanto, é Deus que ergue do lamaçal, que atenta para nós de toda Sua glória e nos ouve das profundezas [Salmos 130:1], já que seus ouvidos não estão tapados ou com as mãos fechadas para não nos socorrer [Isaías 59:1].

Somos embaixadores do Reino do Deus [2 Coríntios 5:20], portanto temos a missão de neste mundo de um sistema totalmente corrompido, mostrar as pessoas sobre esse Reino maior que tudo aqui, porém enquanto estamos aqui, não há como não ficar exposto a uma série de má ações como, corrupção, sensualidade, depravação sexual, drogas, violência e várias pessoas com má índole e de costumes corrompidos pelo pecado.




Não se precisa ir longe para ter ideia da grandiosidade da perversão humana, veja os programas, em comercial é o que mais tem, até mesmo aquele jornal da noite que você gosta de assistir e não perde por nada, com a facilidade da internet basta apenas uma string de caracteres e um enter para encontrar-se praticamente tudo que não deveria estar a mão de qualquer um, aliás, um dos grandes promotores da internet, que a fez alavancar de vez, foi justamente o conteúdo sexual, que até hoje rende milhões por ano.

Lembre-se do que Paulo nos advertiu em sua missiva aos coríntios: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma, pois nem todas edificam." [I Coríntios 6.13 e 10.23], ter ciência de que temos acesso a qualquer coisa e em qualquer momento não quer dizer que devemos fazer tudo, já que além de não edificar, traz como resultado da equação a morte.

Mesmo que você afaste-se o máximo possível daquilo que é mal, as tentações estarão ao derredor bramando como leão [I Pedro 5:8], para que nos envolva e uma vez envolvidos caiamos, pequemos, ou seja, erremos o alvo - que é a vontade de Deus - e nos separemos de Sua graça, pois são nossos pecados que nos separam dEle [Isaías 59:2], o nosso inimigo, assim como qualquer estrategista de guerra conhece os pontos fracos de seus adversários, sabe bem quais são as nossas fraquezas e usa-as para nos fazer cair, para nos derrotar.

Ao derrubar-nos, não satisfeito ainda, mostra um espelho para que contemplemos o quão sujos estamos, presos no lama do pecado, mostra o quão miserável somos, levando a pensar que devemos nos afastar de vez dos caminhos do Senhor, pois se não conseguimos nos afastar do pecado, resta-nos apenas manter-se longe de Deus, "já que não consigo parar de pecar, vou-me afundar de vez", é exatamente isso que ele sopra. Mas estar longe de Deus apenas piorará a situação e quem garante que você realmente estava próximo de Deus quando caiu? Pois é a proximidade de dEle que nos mantém em santidade.

O erro consiste exatamente em querer afastar-se do pecado e não procurarmos nos esconder sobre as asas da Graça.

Para vencermos o mal devemos resistir a tentação e ela fugirá de nós, este é o segredo, para fazer com que sejamos vitoriosos sobre a tentação e o inimigo - pelo menos é o que muitos pregadores discursam por aí afora. Entretanto, para nos manter puros, não basta afastar-mo-nos do pecar, não adianta apenas afastar-se do que lhe faz errar - se o olho ou mão lançando fora - o tentador só fugira de nós, se antes nos sujeitarmos a Deus [Tiago 4.7], isso sim afasta o inimigo.

Não é o medo de ir pro inferno, afastamento de coisas impuras que conduzirá a santidade e salvação, nossos caminhos manter-se-ão limpos se o observarmos segundo a palavra de Deus [Salmo 119.9], essa é a única e infalível forma de manter nossos passos puros, pois apenas quando conhecermos a verdade que é a Palavra de Deus que seremos libertos de todo mal que nos escraviza [João 8.32 e 17.17].

Quando admiramos alguém, queremos conhecer mais sobre essa pessoa, aprender mais sobre ela, pelos menos isso é o que faz um fã; quando um humorista vai imitar alguém aprende a ser como aquele pessoa, ou ainda, um ator que faz laboratório para tornar mais real seu papel. O que todos tem em comum é a busca por conhecer melhor alguém, nos mínimos detalhes, até mesmo a convivência que temos com alguém torna-nos parecidos.

É exatamente isso que Deus quer de nós, que sejamos como Ele é [Levítico 11:44], só assim que o mal fugirá de nós, não é por nos afastarmos dele, mas por nossa aproximação de Deus que nos tornamos santos e a presença de Deus em nós que afasta nosso inimigo, pois Deus não suporta pecado, onde chega sua Presença todo mal se extingue e sua Luz revela tudo que está oculto. Sabendo Paulo que imitar a Cristo não é uma tarefa fácil, nos disse que sejamos seus imitadores [I Coríntios 4:16] como ele foi de Cristo, seguindo seus passos.

Seremos parecidos com Deus se nos aproximar-mos cada vez mais de Si, se estivermos buscando em Sua casa, se tiver comunhão, a busca face-a-face. Como seremos parecidos com Deus se não houver a busca para se estar mais próximo dEle, se não houver comunhão, se não conhecê-lo intimamente na busca através de sua Palavra?

Devemos manter uma constante e renovada comunhão com Cristo, pois quando estamos com Ele o mal não nos pode tocar, fica muito mais fácil manter a santidade se nossos pensamentos estiverem ligados ao trono da Graça que nos sustem, se assim procedermos estaremos nos sujeitamos a Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 Segredos da oração

Desconhecido ante a mim

A maldade em mim