Eu sou


Flor que cresceu meio a espinhos,
Oasis nas desertas e soturnas Sandlands,
Brisa suave no amanhecer, que invade janela a dentro,
Refrescante vento nos dias mais cálidos,

Rocha afluente de águas vivas,
Brilhante cor do arco-íris,
Suave fragrancia de jasmim,
Feliz andorinha em seu livre voar,





Senda de áureos tijolos, margeada por belas árvores,
Luz sinalizando o caminho na escuridão noturna,
Cristal que revela a pura luz,
Concha a guardar sublime pérola de dor,

Uirapuru de canto tão melódico,
Divina perfeição a cantar,
Éden protegido,esquecido em seu verdor,
Água suave a ninar embarcações.


Sou como você, tão especial assim
E tão importante como nunca fui,
Desejando um dia ser, como também o és.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desconhecido ante a mim

A maldade em mim