Problemas com perfil fake 24 [O mistério de Feiurinho]

- Mas que palhaçada que esse cara fez com a gente!
- Isso mesmo Daves, a gente sempre vinha aqui e gastava mó grana.
- Mas pelo menos você acabou com aquele cara com classe. Mostrou quem é rolling in itInformationRolling in itGir. Ing. Montado na grana, nada em dinheiro.!
- Verdade Jacke, esse é o Tonny que a gente conhece! – Vicky bateu em seu ombro.
- Bem uma coisa é certa a gente não volta mais aqui.
- Com certeza! – O BØB concordou.
Foram para a praça ali perto.
- Vicky, você vai mesmo mudar de escola?
- Pois é Tonny e rapazes, não dá mais guys e, outra, quando a gente estava preso lá na cafeteria meu pai me mandou um sms dizendo que conseguiu uma outra escola pra mim, parece que segunda já não estou mais com vocês.

- Cara, mentira! – Jacke estava incrédulo.
- Verdade, olha aqui. – Todos viram o torpedo no celular.
- Carinha, tremendo vacilo seu, heim? – Disse Brent. – Pelo menos você vai com a gente amanhã?
- Então...
- Ih, lá vem você com esse "então" de novo! – And exclamou.
- Não vou...
- Não vai o quê, Vicky? – Disse Jacke segurando por trás seu pescoço com o braço.
- Amanhã... – Disse com certa dificuldade pra respirar, até conseguir tirar o braço de Jacke do pescoço.
- Para de frescura mano, vamos aí! Você já vai mudar de escola mesmo. – And como sempre impaciente. – Por que não vai?
- Para meu, você vai deixar as minas te assustarem até do nosso último passeio? – Tonny estava admirado.

- Bem, é que não estou me sentindo muito bem. E eu também não vou sumir, só mudar de escola, a gente vai poder continuar se vendo...
- Ih, vamos parar de fagotagemInformationFagotagemAportuguesação da gir. ing. fag (viado). É o mesmo que dizer viadagem.! – Brent começou a perder a paciência. – Você sabe que não vai ser a mesma coisa.
- Também não sei se o tempo vai estar bom...
- O quê? Olha só que dia mais lindo, dudeInformationDudeGir. Ing. Cara! – Foi a vez de Daves ficar inconformado.
O BØB sabia que essa decisão não era algo fácil pra Vicky, pois se tinha algo que ele adorava é fazer trilha, o contato com a natureza e respirar ar puro, algo que sempre fazia quando seu vô ainda era vivo. As insistências foram muitas, mas seu medo do gelo das garotas parecia ser maior.

Por fim, Vicky acabou cedendo, mais pelas provocações do que por motivação mesmo, já que o verde valeria o esforço, os caras também, eles eram malas, mas ele sabia que sempre podia contar com eles. A coisa não poderia ficar pior do que estava, ou poderia? Isso só descobriria quando estivesse lá.

Amanhã despertava paulatinamente, o tempo estava meio fechado e um ventinho frio se manifestava, embora Vicky estivesse menos apreensivo que no dia anterior, ainda não sentia-se tão confortável de rumar ao desconhecido – dos sentimentos e não pelo mistério em si – ele tentou organizar os pensamentos e dizer para si mesmo que tudo valeria a pena – algo verdadeiro apenas “quando a alma não é pequena”.

- A Reserva do Morro Grande se estende por 10.870 hectares dentro do município de Cotia, ela foi criada em 4 de abril de 1979, promulgada pela lei de 1949, é um paraíso ecológico, por onde passa o rio que dá nome a cidade, ela ainda possui fauna e flora diversificados, alguns dos quais ainda não estudados. A Reserva faz parte do Cinturão Verde de São Paulo, pelo lado oeste. Esse cinturão é o entorno vegetal razoavelmente preservado da megalópole, que entrou no programa de proteção “O Homem e a Biosfera“ da UNESCO, em 1994, e constitui-se num riquíssimo remanescente de Mata Atlântica ainda preservado, mas com identidade própria, devido suas peculiaridades, como entorno de uma das maiores metrópoles do mundo. Ela serve para a manutenção básica da qualidade de vida, já que não apenas filtra o ar poluído, mas também devido seus afluentes, esses mananciais são responsáveis pelo abastecimento de água à boa parte da região metropolitana, tendo assim importância nacional.

- Guys, todo essa informação está um verdadeiro saco!
- É verdade, And! Vamos dar umas voltinhas. – Jacke concordou.
- Vamos aproveitar que a gente está aqui no fundo e ninguém vai ver quando a gente sair.
- Falou tudo, Daves! – Vicky olhou para Tonny que parecia prestar atenção as explicações do instrutor. – Tonny?
- Hã?!
- Que foi? Vai ficar aí moscando? Vamos logo...
- Lá na frente, vamos?
- Espera aí!

A ideia central do passeio turístico era informar, causar impacto nos jovens para entender a importância do natureza, ainda mais quando há uma reserve a 40km do marco zero de São Paulo, a Praça da Sé, mas é claro que o pessoal não aguentaria ficar só ouvindo, teriam de descobrir como as coisas funcionam por si mesmas. Por enquanto apenas o BØB tinha se mandado, mas quanto tempo será que levaria para o resto da galera dar um perdido nos professores e instrutores para fugir de toda aquela chateação do ensino em pleno domingo e aproveitar melhor todo aquele verde maravilhoso?

The ladsInformationThe ladsGir. Ing. Galera ou turma, usada apenas para grupo de homens. A palavra lad significa rapaz, menino. É usada informalmente para se referir a garotos que sempre estão em bando. foram desbravando a mata, verdadeiros bandeirantes, pelo menos é o que imaginavam, seus instintos funcionavam a toda – é fato que os garotos tem uma ótima noção espacial, o que ajuda a encontrar o caminho, ainda mais quando se está munido com smartphones que possuem GPS – e lá foram, mata adentro, os bandeirantes 2.0.


Conforme adentravam a mata o sol saía, parece que aguardava apenas um pouco de agito para dar o ar de sua graça, foram andando por uma trilha que encontraram, seguindo o som de água que não parecia estar tão longe dali.
- Psiu...
Vicky ficara para trás observando melhor a paisagem, enquanto os garotos iam a frente com pressa para dar uns mergulhos, ao ouvir um sibilo olhou para o lado e qual não foi sua surpresa?
- O que você está fazendo aqui?
- Oras, vim te ver, vem logo pra cá, antes que alguém nos veja! – Disse ela cochichando por trás dos arbustos.

Atentou para ver se alguém o estaria vigiando, desviou a rota foi ao seu encontro. Vicky estava admirado em ver novamente uma das chick atrás de si, tanto que ficou apenas de boca aberta, imóvel, sem conseguir dizer mais nada.
- Vamos logo ao que interessa? – Disse ela puxando-lhe e dando um beijo que quase o deixou sem fôlego entre seus braços, até caiu no chão quando ela o soltou.
- Nossa, não imaginava que você tivesse sentindo tanto minha falta.
- Silêncio e não conta isso pra ninguém!
- Claro! Mas e como você conseguiu ficar tanto tempo longe de mim?
- Clar...

Não muito longe dali...
- Há, há! Olha ele lá! Não disse que não estava muito longe? – Exultava Brent ao ver o rio cristalino.
- Quem chegar por último é a mulher do padre! – And disse já tirando a camiseta.
- Espera aí, gangInformationGangIng. Bando, galera, turma.! Alguém viu o mala do Vicky?
Todos olharam para trás, para os lados e balançaram a cabeça em negativa.
- Vamos então procurar ele, porque do jeito que é distraído pode acabar se perdendo.
- Poxa, Tonny, justo agora? A gente ralou tanto pra encontrar o rio? – Quando And olhou viu que ficara pra trás, todos já seguiam o caminho de volta com as camisetas nas costas. – Dammit!InformationDammitGir. Ing. Caramba! Esse pessoal não sabe mesmo se divertir. Fazer o quê? Espera por mim aí seus fagsInformationFagsFaggots → Gir. Inlg. para boiolas, viados, gays. Fags é contração, seria o mesmo que dizer bóis, ao invés de boiolas.!

- Hey, seu fag, onde você estava? A gente passou a tarde te procurando e quase não deu pra nos divertir, até nos perdemos por sua culpa. – And mostrava-se ainda mais revoltado que de costume.
- Onde eu estava? Oras, estava por aí...
- Mas é muito brazenInformationBrazenGir. Ing. Cara-de-pau. mesmo! – Foi a vez de Jacke.
Mas não precisou de muita explicação, pois alguns segundos depois chega Lady arrumando a roupa, cumprimenta os garotos e vai para baixo dos braços de Vicky, o BØB ficou boquiaberto – sem reação mesmo!
- Quer dizer que você voltou a ativa!? – Tonny disse mais afirmando que perguntando.
- E eu só tenho a agradecer a vocês, se não tivessem me incentivado a vir eu teria perdido muito, mas muito mesmo. Vocês não fazem nem ideia! – Riu maliciosamente.

Postagens mais visitadas deste blog

Desconhecido ante a mim

A maldade em mim